Blogueiro Perde Mãe por falta de Médicos e negligencia administrativa em Bacabal.

Mãe de blogueiro falece por falta de médico em hospital municipal de Bacabal; após apelo à deputado Roberto Costa, jornalista dispara: “a realidade é difícil, viu?”

Só em 2021, o município de Bacabal já recebeu mais de R$ 9 milhões em repasses federais, o que não parece ser suficiente para melhorar o atendimento e as condições do único hospital Municipal em atividade na cidade. A falta de eficiência da prefeitura resulta no falecimento de centenas de pessoas, como na morte de Maria Ivanilde A. da Costa – conhecida como “Dona Ivone” -, mãe do blogueiro Vanilson Rabelo.

Dona Ivone morreu nesta terça-feira (09), após sofrer um infarto – ela foi levada para o hospital municipal Veloso Costa, mas quando chegou à unidade, não havia médico para atendê-la.

O blogueiro começou a pedir socorro às autoridades da cidade nos grupos de WhatsApp – em áudios, Vanilson Rabelo apela para vereadores e ao deputado Roberto Costa, a quem o jornalista diz trabalhar.

“Será se tem alguém humano nessa saúde de Bacabal, que pelo amor de Deus, pode ajudar uma pessoa que tá enfartando? (…) Deputado Roberto Costa, o senhor está aqui no grupo, eu trabalho pro senhor, pelo amor de Deus. Os vereadores que estão aqui no grupo, a quem eu presto serviço pros senhores também. Ela está jogada aqui numa sala do [hospital municipal] Veloso Costa. Trabalho todo santo dia mostrando que a saúde de Bacabal é mil maravilhas, e a realidade, quando se enfrenta, é difícil, viu?”, afirma o blogueiro em pedido de socorro.

A falta de assistência à mãe do jornalista vem da lentidão da prefeitura nas obras do hospital Socorrão, que passa por reforma há mais de um ano e nunca foi reaberto, além da sobrecarga do único hospital do município em atividade, o hospital Veloso Costa, que funciona de forma precária.

De acordo com o Fundo Nacional de Saúde, foi feito um repasse de mais de R$ 9 milhões – um total de R$ 9.546.394,65 – aos cofres públicos de Bacabal. Só para atenção de média e alta complexidade ambulatorial e hospitalar, foram mais de R$ 5 milhões – 5.712.656,07 no total.

Quando será que a prefeitura de Bacabal vai começar a levar a sério a saúde da sua população?

veja os áudios abaixo:

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*