Prefeito de Joselândia não está querendo pagar o abono para os professores.

Uma decisão do prefeito de Joselândia, Raimundo Zuca (PDT), vem causando polêmica na cidade. O gestor optou por não pagar o abono salarial referente às sobras do Fundeb de 2021, aos profissionais da Educação do município.

Uma pequena comissão composta por professores, alguns membros de sindicatos de servidores e a vereadora Mayrla, estiveram em reunião com o prefeito no gabinete da prefeitura, onde foram informados o rateio não será feito porque não há sobras do Fundeb.

Segundo Raimundo Zuca, o dinheiro foi todo gasto com os salários dos servidores. Informação contestada pelos professores e demais membros da comissão. De acordo com eles, as sobras existem e, na verdade, o prefeito está sonegando. Segundo a reclamação, o prefeito Raimundo Zuca não estaria querendo conceder o abono, que é de direito dos professores.

Vários municípios da região, tais como Trizidela do Vale, Lima Campos, Marajá do Sena e Igarapé Grande, liberaram o rateio entre os professores e outros servidores ligados à rede municipal de ensino.

Os professores afirmam que não vão ficar parados. Em breve, eles farão mais uma reunião entre eles para debater o assunto e, além disso, pretendem ir no Ministério Público denunciar o prefeito em virtude do não pagamento do abono.

siga-nos no Instagram

 


Acompanhe o Blog do Nelsinho Paz também pelo Facebook, YouTube e pelo Instagram.

Publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*