Profissionais de imprensa irão formular denúncia no Ministério Público após negativa de vacina para o grupo em Presidente Dutra

O governo do estado do Maranhão incluiu no dia 28 de Maio os profissionais que trabalham em veículos de comunicação no grupo prioritário para vacinação contra a covid-19.

O anuncio foi feito pelo govenador Flavio Dino foi prontamente atendido por diversas prefeituras do estado, inclusive da capital São Luis e da vizinha Tuntum.

Desde que o anuncio foi feito, esses profissionais aguardam ansiosos para serem imunizados, pois continuam na linha de frente, prestando informações a população.

O governador afirmou na época que, além dos profissionais da área, também serão vacinados outros trabalhadores que atuam em empresas de comunicação, como porteiros, zeladores, motoristas, dentre outros.

Flávio Dino explicou que a vacinação deste grupo foi possível devido a flexibilização da vacinação contra a Covid-19 de grupos abaixo de 59 anos, feito pelo Ministério da Saúde.

Em Presidente Dutra mesmo com a inclusão desses profissionais, a prefeitura municipal e a secretaria de saúde insiste em não inclui-los. Em conversa com alguns profissionais da área, fomos informados de que o secretário de saúde Ricardo Lucena, disse que não pretende inclui-los, pois, não teria vacinas para esse grupo – segundo ele.

Diante da negativa os profissionais de imprensa e trabalhadores da comunicação, irão formular diante do ministério público, uma denuncia, para que seja explicado quais os motivos da categoria não ter sido inclusa passados 10 dias do anuncio do governador.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*