Revitalização de praças traz memórias de uma Pedreiras que muitos não conhecem.

 

A Prefeitura de Pedreiras está realizando a revitalização de algumas praças da cidade. As intervenções que vão desde limpeza, revitalização de espaços públicos, iluminação com led, pinturas, até o fomento de atividades culturais e artísticas, que pretendem recuperar a atratividade do local e proporcionar um lazer para a população que diariamente as visitam. Ao projeto somam-se esforços para preservar o patrimônio histórico.

Durante a revitalização da Praça Correa de Araújo, os profissionais encontraram um fato curioso. No monumento com o busto do poeta que leva o nome da praça, existia uma cobertura às escrituras de data de fundação, assim como um dos versos do poeta.

O monumento foi feito na gestão do prefeito Francisco Gomes de Sá, que geriu a cidade de 1956 a 1960, e foi ele que deu o nome a praça. Em visita à Praça, na noite desta terça-feira,20, a prefeita Vanessa Maia se mostrou incrédula com a tentativa de se esconder a história de Pedreiras pelas antigas gestões. ” Ao contrário das gestões que passaram, nós queremos fortalecer nossa história e cultura apresentando transformações funcionais e sociais, no sentido de valorizar a cultura e a organização dos equipamentos e serviços no centro urbano”, disse Vanessa.

Logo à frente, a Praça Melico Rego, que há anos não recebia uma pintura sequer, até o chafariz que em outras décadas levava beleza ao local já está funcionando, e a praça está de cara nova, e com tudo revitalizado.

Andando mais um pouco, chegamos a conhecida Praça da Sucam, onde lá o trabalho ainda está no início, no entanto, passará por uma reforma total e receberá iluminação de led, pinturas e a revitalização da pista de skates que há tempos estava esquecida, mas que logo estará reformada e será aberta ao público.

“Porque é o nosso dever preservar a história da nossa gente e manter sempre viva no imaginário popular cada traço que compõe nossa princesa Mearim e faz parte de uma trajetória que logo completará 101 anos”, diz Vanessa.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*